Nas Bancas

Cara Delevingne faz duras acusações ao organizador do Coachella

A modelo explica o motivo para ter faltado à edição do festival deste ano.

CARAS
17 de abril de 2018, 16:44

Cara Delevingne faltou à edição deste ano do Coachella como forma de protesto. Fã de música, a modelo não quis estar presente no festival por acreditar que o organizador do mesmo, Philip Anschutz, vai contra tudo aquilo que este representa: uma celebração das artes através de uma filosofia liberal e pacifista.

A modelo acusa Anschuts de ser homófobo e a favor do uso e porte de armas, algo que considera contrário aos ideiais do Coachella. Por isso, Cara Delevingne tomou a decisão de não comparecer na edição do evento deste ano, usando a hashtag #NoChella. A modelo adianta ainda que não voltará a comparecer a um evento organizado por alguém que faz fortuna a financiar políticas a favor do armamento e anti-LGBT.

Philip Anschutz foi considerado pela revista Forbes um dos homens mais ricos dos EUA, com uma fotuna avaliada em cerca de 6315 milhões de euros. ultraconservador.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras