Nas Bancas

Mariah Carey admite sofrer de transtorno bipolar

A cantora revela que viveu em negação quanto a esta condição durante alguns anos.

CARAS
11 de abril de 2018, 16:57

Pela primeira vez, Mariah Carey, de 48 anos, admitiu sofrer de transtorno bipolar. Em entrevista à "People", a cantora revela ter sido diagnosticada em 2001, mas admite que viveu em "negação" durante os últimos anos, sendo que apenas recentemente iniciou tratamento.

"Até há bem pouco tempo vivi em negação, isolamento e medo constante de que alguém me fosse expor. Era um fardo demasiado carregado para carregar e eu não podia continuar a fazê-lo. Procurei e recebi tratamento, coloquei pessoas positivas à minha volta e consegui voltar a fazer o que mais amo - escrever canções e fazer música", disse a artista à publicação, adiantando que está a frequentar sessões de terapia e a tomar medicação para o transtorno bipolar de tipo 2, que lhe provoca períodos de depressão e hipomania.

Mariah admite que confundiu os sintomas com consequências de problemas de sono, confundido as insónias com os episódios de mania. "Penso que os meus episódios de depressão eram caractericados pela pouca energia. Sentia-me muito sozinha e triste - às vezes culpada por não estar a fazer mais pela minha carreira", confessou.

Mãe de duas crianças, os gémeos Monroe e Moroccan, de seis anos, frutos do casamento com Nick Cannon, Mariah está atualmente a viver uma relação com Bryan Tanaka, um bailarino de 34 anos, desde novembro de 2016.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras