Nas Bancas

JNS-JP-28.jpg

Júlia Palha confessa: “Sinto que tenho o mundo nas mãos”

A atriz, de 19 anos, é a embaixadora da Expocosmética, cuja campanha se inspirou na rainha Maria Antonieta.

Joana Brandão
7 de abril de 2018, 12:58

"É uma grande responsabilidade, mas também uma excelente oportunidade. Fiquei muito contente quando me convidaram, porque desde miúda que gosto de experimentar produtos para a pele e para o cabelo”, explicou à CARAS a atriz Júlia Palha, que foi convidada a vestir a pele de “uma rainha Maria Antonieta moderna” nas filmagens da campanha de promoção da Expocosmética, feira que acontece de 7 a 9 de abril, na Exponor.

Com apenas 19 anos, Júlia já recorreu, por exemplo, a maquilhagem para parecer mais velha e, graças à sua profissão, tem aprendido alguns truques com os profissionais. “Quando trabalhamos em televisão, habituamo-nos a estar sempre no nosso melhor, por isso a maquilhagem é algo que uso com regularidade, sem esquecer, no entanto, a hidratação da pele.”

Com uma atitude entre o inocente e o sensual e uma maquilhagem e cabelos bem característicos do século XVIII, Júlia mostrou-se perfeitamente à vontade em frente às câmaras. Afinal, foi na moda que se iniciou: “Gosto de fazer editoriais, dá-me muito prazer juntar a moda à representação, já que também estou a encarnar personagens.”

Quatro anos depois de se ter estreado em televisão com uma participação especial na novela Jardins Proibidos, Júlia já tem muitas histórias para contar. Em 2016, a atriz protagonizou o filme John From, de João Nicolau, seguindo-se Coelho Mau e O Gelo na Lua, ambos de Carlos Gonçalves. A par do cinema, a jovem atriz tem-se dado a conhecer ao grande público com o seu trabalho em televisão. Coração d’Ouro e Ouro Verde foram as telenovelas que antecederam A Herdeira, atualmente em exibição na TVI.

“É engraçado, porque quando era pequenina fazia filmes com os meus irmãos e primos. Mas surgiu tudo por acaso. Fiz o casting para um filme do João Nicolau e depressa descobri que adoro representar. É verdade que tem acontecido tudo muito rapidamente, uns projetos a seguir aos outros, mas estou a adorar, por isso agarro todas as oportunidades que me dão”, adiantou.
Com mais responsabilidades do que a maioria dos jovens da sua idade, Júlia tem bem presente os prós e os contras de ter começado a trabalhar tão cedo: “Não gosto de deixar coisas por fazer, por isso tento viver tudo ao máximo. É natural que deixe de fazer algumas coisas próprias da minha idade, porque estou a trabalhar, mas há outras que agora posso fazer, como, por exemplo, viajar.”
Neta do falecido jornalista Carlos Cáceres Monteiro e filha da também jornalista Ana Cáceres Monteiro, Júlia gosta de escrever – e partilha alguns dos seus textos no Instagram –,
mas nunca ponderou seguir esse caminho. Fez o secundário na área de Economia e concorreu à faculdade para o curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial, mas, dedicada à representação, congelou a matrícula: “Quando tiver uma carreira mais estável e segura, logo vejo se quero fazer uma paragem para estudar ou viajar. Sinto que tenho o mundo nas minhas mãos e posso fazer dele o que me apetecer.”

Nos tempos livres, a atriz aproveita para ir ao ginásio e estar com os amigos, que, com a família, são o seu porto de abrigo: “Eles não ligam nada ao que faço em televisão, já me conheciam antes. Por isso sei que se algum dia precisar que me chamem à terra, os meus amigos estarão lá para isso. São muito importantes para mim.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras