Nas Bancas

Antigo fotógrafo pessoal da Princesa Diana acusado de assédio sexual

Patrick Demarchelier trabalhou com Diana entre 1989 e 1997.

CARAS
20 de fevereiro de 2018, 10:53

O jornal Boston Globe revelou novas histórias de assédio sexual envolvendo, principalmente, profissionais da indústria da moda. Entre os acusados, está o francês Patrick Demarchelier, que trabalhou como fotógrafo pessoal da princesa Diana entre 1989 e 1997, ano da morte da princesa. A equipa de jornalistas de investigação do jornal, chamada Spotlight, publicou a reportagem com as denúncias.

Demarchelier, 74 anos, foi acusado de má conduta sexual por sete mulheres, segundo o jornal. Uma delas, cuja identidade foi mantida em segredo, começou a trabalhar como sua assistente aos 19 anos e disse ter cedido às investidas com medo de que um "não" prejudicasse a sua carreira profissional. A vítima contou ainda que levou o caso à diretora da Vogue, Anna Wintour, e pediu que ela "não deixasse outras jovens aproximarem-se dele". Outras vítimas acusaram Demarchelier de avanços sexuais indesejados. A maioria falou sob a condição de anonimato por temer repercussões na carreira.

O fotógrafo Greg Kadel, que trabalhou para a Victoria's Secret e a Vogue, e o estilista Karl Templer, que colaborou com as marcas Zara e Tommy Hilfiger também foram denunciados pela reportagem.

Segundo o jornal, os acusados negaram as acusações. Demarchelier afirmou que as acusações eram falsas. “As pessoas mentem e contam histórias”, disse.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras