Nas Bancas

Prémios BAFTA: os melhores visuais e os menos felizes

A passadeira vermelha dos prémios do cinema britânico ficou marcada por 'looks' pretos, sinal da luta contra o assédio sexual no local de trabalho.

CARAS
19 de fevereiro de 2018, 14:46

A cerimónia BAFTA (British Academy Film Awards) é, todos os anos, uma noite de glamour e elegância na red carpet. Apesar de nem todas as escolhas serem muito felizes, este ano houve uma semelhança unânime entre os visuais: o preto. Os atores e atrizes mostraram o seu apoio na luta contra o assédio, em homenagem ao movimento Time's Up, optando por usar roupas pretas. O mesmo já tinha acontecido em janeiro, na cerimónia dos Golden Globes.

"Vista-se bem e notarão a mulher", Coco Chanel

No que diz respeito aos prémios de bom gosto, Margot Robbie tem de ser uma das nomeadas ao galardão. A atriz australiana escolheu um vestido Givenchy, assimétrico e com um decote halter, que conjuga o plissado com as lantejoulas e a renda. Para os acessórios, Margot optou pelos prateados e brilhantes, tanto na clutch como nos brincos que utilizou. O cabelo, liso e solto, conjugou na perfeição com a maquilhagem simples e natural.

Também com nota positiva ficou Rochelle Humes, que elegeu um vestido comprido e justo, de manga comprida e com um acentuado decote em ‘v’, que valorizou a sua elegante silhueta. O lema "com um vestido preto nunca me comprometo" assentou-lhe que nem uma luva. Ao visual negro, a cantora de 28 anos acrescentou dois anéis turquesa que deram um toque de cor. O cabelo, acima dos ombros e encaracolado, conjugou na perfeição com o decote do vestido.

No meio de tantos vestidos, há sempre quem decida fugir à regra. Millie Mackintosh apareceu com um macacão da marca de luxo Pronovias, inspirado no smoking andrógino. O desenho deixa as costas descobertas e à frente um decote em v. A atriz completou o seu elegante look com um colar e uma pulseira brilhantes; o cabelo foi solto.

Georgina Campbel optou por um vestido tendência, que combina as transparências com uns detalhes de aplicações. De preto, a jovem "poupou" nos acessórios e deixou o vestido por si só brilhar. O mesmo aconteceu com o vestido de Salma Hayek, de Gucci, um dos seus estilistas preferidos. A atriz e produtora mexicana deslumbrou com um vestido que incorporou também uma tendência - os detalhes florais.

"Vista-se mal e notarão o vestido", Coco Chanel

Quem também deixou o vestido brilhar por si só foi Anya Taylor-Joy, mas não pelas melhores razões. A atriz de 21 anos escolheu um vestido ousado, marcado pelas demasiadas transparências. O corpete, entre bordados, revelava a sua pele e a saia, quase totalmente transparente até aos joelhos, deixou ver a sua roupa interior. A este look a atriz ainda acrescentou uma tiara dourada na cabeça, mas que não fez dela a princesa da cerimónia.

Jackie St Clair desta vez não acertou no visual, talvez não tenha tido muito tempo para preparar a sua indumentária. Três peças que podiam funcionar separadas, mas juntas não resultaram. Um corpete de cetim, uma saia comprida noutro material e com uma pronunciada racha, umas sandálias estilo gladiador e, como se não bastasse, um volumoso casaco de penas. A atriz não conseguiu o visual elegante que os BAFTA mereciam.

Também uma escolha pouco elegante fez Haley Bennett, que apareceu com um vestido em tons de preto e dourado. Definitivamente, a peça não a favoreceu e o visual final não fez jus à beleza da atriz.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras