Nas Bancas

Jamie Oliver em negociações para vender mais restaurantes

Quem confirmou a notícia foi o próprio grupo de restauração do famoso chef.

CARAS
19 de fevereiro de 2018, 16:50

A empresa de restaurantes de Jamie Oliver confirmou que o chef pretende vender alguns espaços, dada a difícil fase que atravessa o mercado, com uma descida do número de clientes e consequentes dificuldades em suportar os custos que lhes estão associados.

Sob a mesa, estão os dois restaurantes Barbecoa, situados em Londres. O primeiro surgiu em 2011 e o segundo no início de 2017. "Demorou quatro anos a contruir, mas está aqui uma grande obra de amor", revelou Jamie à revista HELLO! na abertura deste último espaço.

"Instruímos uma equipa de especialistas do setor imobiliário para determinar o valor potencial e a adequação ao mercado dos dois espaços", pode ler-se numa declaração do Grupo Jamie Oliver.

Segundo o jornal britânico The Telegraph, caso o negócio avance, vão se perder cerca de 160 postos de trabalho.

De relembrar que este anúncio surge na sequência de outro, que afirmava que 12 dos 37 restaurantes italianos de Oliver também iriam fechar portas, devido a dívidas na ordem dos 58 milhões de euros.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras