Nas Bancas

Miguel Ângelo encantado com a filha Glória

"Obriga-me a rejuvenescer"

Andreia Cardinali
13 de fevereiro de 2018, 13:56

Mais de duas décadas depois de ter sido pai de Máxima, agora com 26 anos, e de Martim, com 23, Miguel Ângelo vive a paternidade de forma mais descontraída e presente. “Hoje em dia tenho mais tempo do que tinha nos anos 90 e acho que atualmente é muito mais fácil ser-se pai: há camas que abrem de lado, esterilizadores de biberões... tudo se simplifica”, diz. Por isso a primeira ida ao cinema de Glória, de dois anos e quatro meses, filha do músico e de Rafaela Ribas, para assistir à antestreia do filme Patrulha de Gnomos, também foi feita com muita tranquilidade. “Ela gosta muito de ver filmes em casa, por isso acredito que vai correr tudo bem. A Glória é muito tranquila, é um doce de menina. Tem muito bom feitio, e isso ajuda”, garantiu Miguel Ângelo.
Apesar de a menina ainda não ter noção do que o pai faz, o artista garante que a filha já mostra queda para a música: “Ela ainda é muito pequenina e um dia saberá o que faço se eu continuar a cantar, o que acho que acontecerá. Ela gosta muito de música e está sempre a dançar. Ouviu muita música quando era pequenina, pois no inverno em que nasceu eu fiquei muito tempo em casa e ouvíamos muito Prince e David Bowie.”
Encantado com a filha mais nova, Miguel Ângelo, de 51 anos, garante que a relação que tem com ela lhe permite sentir-se mais jovem: “A nossa relação é muito boa, faço muitas maluqueiras com ela e ela gosta imenso. Esta fase dos dois anos é muito gira, e já não me lembrava de como era. Tudo é uma descoberta, já diz as primeiras palavras e questiona tudo. Para mim está a ser fantástico, porque me obriga também a rejuvenescer um bocadinho.”

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras