Nas Bancas

Leonor Seixas fala sobre assédio sexual: "Já me aconteceu imensas vezes"

A atriz quer ajudar a acabar com comportamentos abusivos no meio artístico.

Marta Mesquita
13 de fevereiro de 2018, 11:02

Não é só nos Estados Unidos que se tem ouvido falar de assédio sexual no meio artístico. Nos últimos dias, algumas atrizes portuguesas, nomea­damente Dânia Neto e Sofia Arruda, também denunciaram terem sido vítimas desse tipo de comportamento abusivo. Agora é Leonor Seixas, de 37 anos, que se junta a estas vozes. “Já me aconteceu imensas vezes. E é algo que se passa com mulheres e também com homens. Já me aconteceram coisas pequenas e outras mais graves, cá e lá [nos EUA, onde a atriz vai regularmente fazer castings]. Contudo, não vou entrar em pormenores nem revelar nomes. É uma boa altura para pararmos com isto, porque é algo que acontece muito. Nunca se pode faltar ao respeito a ninguém, independentemente do sexo, raça, idade ou estatuto social. Ninguém tem esse direito”, defendeu a atriz, com quem conversámos durante o lançamento do livro Arigato, 10 Anos de Sushi em Portugal.
A propósito deste seu testemunho, Leonor recomendou ainda que toda esta questão do assédio sexual seja encarada com muita seriedade, para que ninguém seja acusado levianamente: “Temos de ter calma com tudo isso. Hoje basta elogiar-se alguém por ser bonito e isso pode ser considerado assédio sexual! Há pessoas que podem achar que foram assediadas e, se calhar, não avaliaram bem a situa­ção. Há casos de todos os géneros e acho que não podemos radicalizar esta questão, embora tenhamos de estar atentos.”

fotos: Paulo Jorge Figueiredo

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras