Nas Bancas

O segredo das roupas vintage de Amal Clooney

Fiel ao estilo vintage, o roupeiro da advogada britânica é uma autêntica viagem pelas tendências das décadas passadas.

CARAS
5 de fevereiro de 2018, 17:45

Amal Clooney é conhecida pelo seu guarda-roupa vintage que lhe tem valido o estatuto de uma das mulheres mais elegantes do mundo. A advogada de direitos humanas não passa despercebida onde quer que vá, não pela aposta nas tendências do momento, mas pelas escolhas clássicas que outrora já deslumbraram nas passerelles.

A mulher de George Clooney encontra na empresa William Vintage, cujas lojas vendem criações de estilistas como Yves Saint Laurent ou Gianni Versace, os seus modelos preferidos. Parece que o segredo do estilo da musa britânica descendente de família libanesa está em William Banks-Blaney, o profissional de moda que está por detrás da empresa lançada em 2010 e que é conhecido como o rei do vintage.

Disco style

No ano passado, no evento de celebração do arquivo de Gianni Versace, Amal escolheu uma relíquia de 1994 que ainda faz as delícias de muitas mulheres. Dourado metalizado, acima do joelho e com saia plissada, esse vestido muito feminino da advogada recorda a onda dos tecidos metalizados dos anos 80, a época das discotecas. Os acessórios, a condizer com o tom do vestido, finalizaram o look e as sandálias "Tina" do criador chinês Jimmy Choo, foram ao encontro do estilo vintage da mulher Clooney.

Em 2016, no Festival de Cinema de Berlim, Amal desfilou na passadeira vermelha com o seu marido e escolheu uma peça Yves Saint Laurent, que data 1981 e que salientou a sua elegante silhueta. Um vestido comprido preto, coberto por lantejoulas e com uma segunda saia de tule transparente, rematada por um folho. O clássico vestido preto de noite foi conjugado com uma maquilhagem sofisticada e um apontamento de cor nos lábios, conseguido pelo batom vermelho.

Uma viagem aos anos 60

A advogada, de 40 anos, aposta várias vezes em visuais coloridos. Mesmo em 2017, quando esteve grávida, adaptou o seu estilo vintage aos visuais pré-mamã. E pouco depois de ter sido mãe, Amal elegeu uma peça de alta costura que usou em Veneza, da Madame Grès, de 1967. Um vestido assimétrico com folhos sobrepostos e em vários tons de verde, do mais escuro ao mais claro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras