Nas Bancas

GettyImages-911554370.jpg

Jeff Kravitz

Pink adoece nas vésperas de atuar no Super Bowl

"Deus, por favor dá-me a minha voz de volta".

CARAS
4 de fevereiro de 2018, 16:04

Pink revelou que está com gripe, mas continua determinada a cantar o hino nacional norte-americano na 52ª edição do Super Bowl. "A tentar praticar até que a gripe vá embora", escreveu no Instagram. "Ando a sonhar cantar esta música ['The Star Spangled Banner'] desde 1991 quando vi o meu ídolo, Whitney Houston, a torná-la dela. Agora, a minha oportunidade finalmente chegou, mas numa altura em que tenho duas crianças que literalmente tossem na minha boca e esfregam o seu ranho na minha bochecha", continuou a mãe de Willow, 6, e Jameson, 1, fruto do casamento com o antigo motociclista profissional Carey Hart.
A estrela explicou ainda que um dos seus maiores sonhos está a tornar-se lentamente num pesadelo. "Esta é uma das maiores honras da minha vida; cantar à frente da minha família, da minha família militar, do meu pai, irmão e madrasta, e da minha família em todo o mundo. E dos [Philadelphia] Eagles! Prometo que farei o meu melhor, como sempre faço", diz a publicação, que conta vários hashtags, incluindo "Deus, por favor dá-me a minha voz de volta".
Este ano, a final da Liga de Futebol Americano tem sabor especial para Pink. Além de ter sido convidada para cantar o hino, poderá ver a equipa da cidade sua natal, os Philadelphia Eagles, tornar-se campeã se vencer os New England Patriots. O evento decorrerá este domingo, 4 de fevereiro, no U.S. Bank Stadium, Minnesota.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras