Nas Bancas

Pai de Gigi e Bella Hadid acusado de violação

Mohamed Hadid já reagiu.

CARAS
4 de fevereiro de 2018, 12:51

Mohamed Hadid, o pai de Gigi e Bella Hadid, foi acusado de violação por uma modelo chamada Miranda Vee, que recorreu ao Instagram para contar a sua história. "Encontrei-me com o Paul [Marciano] na sede da Guess, que na verdade é um apartamento onde ele me assediou. Depois passou-me para o seu amigo Mohamed, que ia encontrar-se comigo para 'tomar um café'. Pensei que era uma reunião profissional, mas só lá estava eu, ele e champanhe. Ele violou-me num apartamento", escreveu a jovem. "Tudo por causa de um teste de fotografias para a Guess. No ano passado, quando tentei falar sobre isto, eles encontraram-me e fizeram-me assinar um acordo de confidencialidade. Só assinei porque o Paul me ameaçou e disse que me faria desaparecer se eu alguma vez dissesse algo".
Entretanto, Mohamed já negou as alegações através do seu advogado. "É uma desilusão que pessoas como a Miranda Vee inventem histórias porque querem ser famosas durante 15 minutos. O Mohamed Hadid é inocente em todos os aspetos. Ele é um ótimo pai para as quatro filhas, respeita todas as mulheres e acredita fortemente em dar poder a todas elas, não só às filhas", disse Mark Baute num comunicado citado pelo 'E! News'. "Não há qualquer alegação ou processo pendente. A Menina Vee não receberá nenhuma oferta ou compensação, e não tem direito a nada porque está a inventar coisas que não aconteceram. Existem vítimas reais e nós apoiamo-las. A Menina Vee não é vítima de nada".
As alegações surgem depois de Kate Upton insinuar que Marciano, fundador e diretor criativo da Guess, tem uma conduta inapropriada com as suas modelos - algo que este nega veementemente.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras