Nas Bancas

As mais bem vestidas e os visuais mais infelizes dos Grammy

A passadeira vermelha é um autêntico desfile de bom gosto e, também, de falta dele.

CARAS
29 de janeiro de 2018, 15:47

A 60.ª cerimónia anual dos prémios Grammy realizou-se ontem em Nova Iorque e galardoou as melhores gravações, composições e artistas do ano. Os visuais escolhidos pelos presentes não foram alvo de prémios, mas bem que podiam ter levado medalhas de bom gosto (e de falta dele).

As flores brancas e os visuais negros estiveram em destaque na passadeira vermelha, um gesto em sintonia com o protesto contra o assédio sexual, tema de que muito se tem falado ultimamente.

"De preto nunca me comprometo"... será?

O preto foi a cor que esteve em destaque na última edição dos Globos de Ouro e, nos Grammy deste ano, também não ficou guardado nos guarda-roupas. Heidi Klum, Lady Gaga, Rita Ora, Ledisi, ou Ericka Ender foram algumas das celebridades que desfilaram em vestidos pretos, mas foram a cantora Miley Cyrus e a atriz Liz Hernandez que mais brilharam com os seus visuais escuros.

A intérprete de Wrecking Ball, desta vez, pautou pela descrição. Optou por um macacão de veludo assimétrico e por uma maquilhagem bastante discreta que valoriza a sua beleza natural. Quanto ao calçado, Miley escolheu usar umas sandálias também pretas, mas com um pormenor no salto, revestido a brilhantes.

Apesar do vestido longo e preto ser um clássico nas galas, Liz Hernandez arriscou com as imensas transparências que deixaram ver a sua lingerie. Uma escolha audaz, que não recolhe unanimidade, mas que favorece a atriz e não deixa de ser elegante. Os acessórios eram muito simples, o cabelo estava solto com um suave ondulado e na mão levou a rosa branca.

Quem foi de preto mas comprometeu-se foi Coco Austin e Sarah Silverman. A atriz e modelo americana, casada com o músico Tracy Marrow, escolheu um vestido bem justinho que salienta as suas curvas. Como se não bastasse, Coco deixou demasiado evidente a sua silhueta, pelas laterais do vestido abertas, da cintura aos pés.

Sarah Silverman foi premiada com um dos visuais mais infelizes da cerimónia. A atriz juntou pérolas, tachas e meias de rede, o que resultou num visual pouco sofisticado. Além disso, o vestido também não foi a escolha mais elegante para a ocasião. Ao menos na sua mão não faltou a rosa branca.

A barriguinha mais bonita

Chrissy Teigen acompanhou o marido, John Legend, e não passou despercebida, quer pela sua barriguinha, quer pelo visual que escolheu. A modelo americana optou por um vestido prateado de lantejoulas, que conjugou com acessórios e sapatos também da mesma cor. Orgulhosa da sua barriga, Chrissy não teve qualquer problema em eleger um vestido que salientasse a sua gravidez e, juntamente com o bom gosto, mostrou-se bem disposta e sorridente. Dias antes, através do seu Instagram, a modelo mostrou o seu sentido de humor ao publicar uma fotografia sua nos Grammy de 2008, ano em que foi pela primeira vez à cerimónia com Legend. Na publicação, a modelo faz troça do si própria, brincando com o seu bronzeado falso.

O famoso blazer

Erin Lim e Eve Jeffers optaram pelo clássico casaco blazer mas numa versão transformada e inovadora. Erin usou o casaco em versão vestido e fugiu das cores escuras, calçou umas sandálias com uns pormenores coloridos e escolheu um apanhado de cabelo elegante. Já Eve usou um fato completo às riscas, preto e prateado com brilhantes. A cantora marcou a diferença por ter usado o casaco sem nada vestido por baixo deste, provocando um acentuado decote que realça o seu bonito e bronzeado tom de pele.

No próximo ano será melhor...

Li Saumet, Cyndi Lauper e Cecile McLorin Salvant não fizeram escolhas muito felizes. Apesar de todas elas terem optado por visuais coloridos, as escolhas foram um pouco dramáticas. As cantoras exageraram um pouco e destoaram da elegância da passadeira vermelha. Cyndi levou a noção de estar a combinar demasiado à letra, quando até no cabelo tinha madeixas dos mesmo tons do fato colorido que escolheu. Li Saumet vestiu-se "a rigor", mas não foi para os Grammys, e Cecile foi muito mais feliz na sua escolha do ano passado do que na deste ano, um conjunto vermelho pouco favorecedor e com acessórios pouco sofisticados. Pode ser que as cantoras se redimam na cerimónia do próximo ano.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras