Nas Bancas

Depois de ser acusado de assédio sexual, James Franco evitou a passadeira vermelha nos SAG Awards

O ator marcou presença nos SAG Awards, naquela que foi a sua primeira aparição pública depois das acusações de assédio sexual, mas não foi visto na 'red carpet'.

CARAS
22 de janeiro de 2018, 16:07

James Franco apareceu publicamente nos SAG Awards ao lado da namorada, Isabel Pakzad, depois de ter sido acusado de assédio sexual. O ator estava nomeado para a categoria de Melhor Ator, pelo filme Um Desastre de Artista, mas perdeu para Gary Oldman, protagonista de A Hora Mais Negra.

Depois de, nos Golden Globes Awards, onde recebeu um pin do movimento "Time's Up", Franco ter afirmado ser um apoiante da causa "Me Too", nesse mesmo dia foi acusado, no Twitter, pela atriz Ally Sheedy, que escreveu que o ator estava a condenar um crime do qual ele e outros atores presentes na cerimónia eram culpados. O ator apareceu de seguida no programa de Seth Meyers, que foi exibido no passado dia 10, onde afirmou que as alegações contra ele eram falsas e que apoia realmente a causa. No dia seguinte, outras cinco mulheres vieram confirmar as acusações da atriz.

O ator defendeu-se, dizendo que não iria dar resposta a nenhuma das acusações porque respeita o movimento e quer que as mulheres sejam ouvidas: "se eu tiver de ter problemas porque não vou tentar refutar nada, tudo bem, porque acredito muito nisto [na luta]".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras