Nas Bancas

Filha de Woody Allen volta a acusá-lo de abuso sexual: "eu estou a contar a verdade"

Dylan Farrow, filha adotiva do realizador, diz que espera que alguém acredite nela "em vez de apenas ouvir".

CARAS
18 de janeiro de 2018, 10:21

Estamos em 1992, Dylan Farrow tem sete anos e é filha adotiva do casal Mia Farrow e Woody Allen. O cenário é um sótão sombrio na casa de Mia e o que se segue, conta Dylan, é uma violação cometida pelo pai. Um episódio que nunca mais a largou e que a leva a pedir que parem de a ignorar - "eu estou a contar a verdade".
Hoje com 32 anos, a jovem já tinha relatado o alegado abuso à revista The New York Times, numa carta escrita em 2014, mas a revolta voltou a crescer ao assistir aos movimentos #MeToo e Time's Up: "Por que é que Harvey Weinstein e outras celebridades acusadas foram expulsas de Hollywood, enquanto o Allen acaba de assinar um contrato multimilionário com a Amazon?", questiona, em entrevista que será emitida esta quinta-feira pelo canal CBS. Nos poucos segundos já disponibilizados pela televisão americana, vê-se a jovem, de lágrimas nos olhos, a dizer que tudo o que lhe resta é falar e ter esperança - "Esperança de que alguém acredite em mim, em vez de apenas me ouvir".
O cineasta negou sempre as acusações de violação e nunca foi formalmente acusado ou investigado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras