Nas Bancas

Harvey Weinstein e Georgina Chapman

Harvey Weinstein e Georgina Chapman

Pascal Le Segretain

Harvey Weinstein e Georgina Chapman chegam a acordo de oito dígitos para o divórcio

O casamento, que durou praticamente dez anos, deu origem a dois filhos, que ficarão sob custódia da mãe.

CARAS
11 de janeiro de 2018, 17:39

São 20 milhões de dólares, um número de oito dígitos que corresponde a cerca de 16 milhões de euros. É essa a quantia que Harvey Weinstein terá de pagar à agora ex-mulher, Georgina Chapman. Em outubro, logo após o produtor ter sido acusado de assédio sexual por dezenas de mulheres, aquela com quem era casado sentenciou: "Escolhi deixar o meu marido", acrescentando que estava de coração partido por todas as vítimas "destas ações imperdoáveis". Agora, passados três meses, o acordo é oficializado e, segundo a Page Six, será verdadeiramente milionário.

Além da quantia que desbloqueia o divórcio, que deverá ser assinado no tribunal nos próximos dias, a designer de moda tem direito à mansão de Hamptons, uma vila de luxo perto de Nova Iorque, e a uma outra verba, fixada em acordo pré-nupcial, que estabelece que Weinstein deve pagar, em caso de divórcio, 300 mil dólares (250 mil euros) por cada ano de casamento com Georgina. Se o casamento antigisse os dez anos - o que aconteceria no último dia 15 de dezembro -, o valor subiria para os 400 mil dólares anuais (330 mil euros). Porém, a londrina pediu o divórcio antes disso.

O casal, que se conheceu numa festa em Manhattan em 2004, tem dois filhos, de sete e quatro anos, cuja custódia será entregue à mãe.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras