Nas Bancas

As atrizes que não usaram preto nos Golden Globe Awards

Foram três as mulheres que se destacaram por usarem outras cores na passadeira vermelha.

CARAS
8 de janeiro de 2018, 09:33

Em protesto pelo assédio sexual em Hollywood e em todos os locais de trabalho, as atrizes decidiram desfilar de preto nos Golden Globe Awards. Contudo, nem todas responderam à chamada. Três mulheres destacaram-se na passadeira vermelha da entrega de prémios por não seguirem o dress code, apostando noutras cores.

Blanca Blanco optou por um vestido vermelho recortado na zona do peito e com uma abertura lateral pronunciada. A atriz não quis explicar o motivo para não ter aderidado ao preto, exibindo antes um visual mais extravagante.

A modelo Barbara Meier elegeu os brilhantes de um vestido justo com uma causa vistosa devido às camadas de tecido. “Não devemos usar preto só para sermos levadas a sério. As americanas devem brilhar, ter cor. Isso faz parte da nossa natureza. Isso simboliza a nossa liberdade e a nossa nova força”, explicou a alemã antes da cerimónia começar, adiantando ainda que a escolha de indumentária não significa que não esteja solidária com a causa.

Também Meher Tatna, presidente da The Hollywood Foreign Press Association, entidade que organiza os Golden Globes, destacou-se pela cor. A atriz e produtora usou um conjunto de vestido e casaco vermelho, com flores bordadas. Contudo, para mostrar o seu apoio pelo movimento Time's Up, Meher Tatna usou ao peito um crachá alusivo, sendo que, quando subiu ao palco durante a cerimónia, assegurou o seu apoio público à causa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras