Nas Bancas

JLEM2741.jpg

João Lemos

Pedro Reis e Ana Faria Pereira: Férias com sotaque brasileiro

O empresário, de 51 anos, e a farmacêutica, de 37, estiveram com a filha, Carlota, de dois anos, no Ceará.

Cláudia Alegria
7 de janeiro de 2018, 14:00

Proprietária de uma farmácia na zona de Tavira, no Algarve, Ana Faria Pereira já se mentalizou que dificilmente consegue gozar férias em pleno agosto, já que é nesse mês que tem de dar atenção a mais clientes. Por isso, assim que começa o inverno em Portugal, Pedro Reis e Ana gostam de ‘fugir’ para destinos onde não falte calor, praia e algum vento, já que são ambos praticantes entusiastas de kitesurf. Foi precisamente pelas condições favoráveis à prática daquela modalidade e pelo facto de ficar a poucas horas de distância de Portugal que o empresário e ex-manequim, de 51 anos, e a farmacêutica, de 37, decidiram este ano fazer férias em família no Dom Pedro Laguna, um resort situado no Nordeste Brasileiro, perto de Fortaleza. Alojados numa das Royal Villas do hotel, com piscina privativa e acesso direto à praia, o casal conseguiu conciliar a diversão no mar com momentos de ternura e tranquilidade na companhia da filha, Carlota, que completou dois anos no dia 23 de dezembro.
Foi precisamente após uma sessão de kitesurf, e já depois de arrumar todo o material que aquele desporto aquático exige – e que, no caso de Pedro, foi estreado precisamente durante estas férias –, que a CARAS falou com o casal.
– Costumam reservar sempre férias para gozar quando começa a ficar frio em Portugal?
Ana – Eu não posso mesmo tirar férias durante o verão. A farmácia está num destino turístico…
Pedro – Quando toda a gente está de férias, a Ana trabalha mais. Há vantagens e desvantagens com esta situação. A vantagem é que ela consegue sempre tirar um ou outro dia durante o verão e tentamos aproveitá-lo dentro do possível, mas depois conseguimos tirar férias quando começa a ficar frio. Normalmente é em novembro ou fevereiro que temos tempo para viajar.
– Quando escolhem destinos de férias, procuram aqueles que vos proporcionam momentos como este, em que vos encontramos no mar, a fazer kitesurf?
– Procuramos sempre destinos ventosos, sim.
Ana – Também gostamos de viagens mais culturais e de conhecer outras paragens, mas, desde que fomos pais, sem dúvida que este é o género de férias em que conseguimos conciliar todas as variáveis. Não precisamos de sair do resort nem de andar muitas horas de avião ou de fazer escalas.
Leia esta entrevista na íntegra na edição 1168 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras