Nas Bancas

Hugh Hefner deixou uma condição para os herdeiros poderem ficar com a fortuna

Os filhos e a mulher do magnata da Playboy precisam de mais do que laços familiares para herdarem o império Hefner.

CARAS
4 de janeiro de 2018, 14:58

Hugh Hefner, fundador da Playboy, foi figura polémica e carismática durante toda a vida, mas de uma coisa quis sempre estar livre: dependência de drogas e álcool. E assim quer continuar mesmo depois da morte, a julgar pela revelação do Entertainment Tonight, que teve acesso ao testamento do magnata, no qual é recusada a herança a quem "consumir frequentemente qualquer substância ilegal, ou for clinicamente dependente do uso de álcool ou de qualquer outra droga legal".

Segundo o documento revelado pelo site, Hefner autoriza que sejam feitos testes se houver alguma suspeita sobre um dos herdeiros, dando no entanto o prazo de um ano para que se recupere. Caso contrário, fica definitivamente excluído dos dividendos do império construído pelo empresário. O desagrado de Hefner perante o uso de drogas já tinha sido revelado em vida, em várias entrevistas, mas aqui o magnata terá ido mais longe, garantindo que a viúva Crystal Harris, de 31 anos, e os filhos Christi, 64 anos, David, 62, Marsto, 27, e Cooper, 26, também não cedem a qualquer tentação (a menos que queiram perder a fortuna), sob o pretexto de que um consumidor de drogas não tem "capacidade de cuidar de si próprio".

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras