Nas Bancas

Mulheres de Hollywood criam fundo legal contra abusos sexuais

O novo projeto contra o assédio sexual foi lançado no primeiro dia do ano e junta mais de 300 atrizes, argumentistas e realizadoras.

CARAS
2 de janeiro de 2018, 17:13

O combate aos abusos sexuais continua e a nova iniciativa, criada pelas mulheres de Hollywood, não se fica pelo cinema. Chama-se "Time's Up" (Acabou o Tempo), e pretende levar a luta contra o assédio sexual a outras profissões dos EUA.

São mais de 300 as atrizes, argumentistas e realizadoras (entre as quais Meryl Streep, Natalie Portman ou Jennifer Aniston) que lançaram esta segunda-feira, dia 1, um fundo de apoio legal para que pessoas menos privilegiadas possam defender-se de possíveis abusos sexuais no local de trabalho.

“Queremos aumentar as vozes, o poder e a força das mulheres que trabalham em indústrias com salários baixos, cuja falta de estabilidade financeira as faz vulneráveis a altas taxas de violência e exploração baseada no género”, diz a organização numa carta de solidariedade publicada no seu site oficial.

O projeto pede aos meios de comunicação social para destacarem os abusos que acontecem "em campos profissionais menos glamorosos e menos valorizados". A organização já arrecadou mais de 13 milhões de dólares dos 15 milhões que espera conseguir em doações.

A iniciativa teve como inspiração a carta de solidariedade dirigida às atrizes de Hollywood afetadas pelos casos de abuso assinada por mais de 700 trabalhadoras agrícolas, em que se destacava o sofrimento diário na profissão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras