Nas Bancas

Rihanna e Beyoncé entre as celebridades mais solidárias de 2017

Todos os anos, a organização Do Something compila uma lista dos 20 famosos que mais contribuíram para causas sociais.

CARAS
30 de dezembro de 2017, 14:09

Como forma de estimular jovens e adolescentes a participar na construção de um mundo melhor, a organização Do Something elabora todos os anos uma lista de estrelas internacionais que doaram alguns dos seus ganhos a obras de cariz social. Da doença mental à educação, desastres naturais ou igualdade de género, não há restrições - o importante é dar o exemplo, já que cada um destes nomes tem uma enorme legião de seguidores.

Este ano a lista é liderada por Chance the Rapper, o músico de hip hop que contribuiu para melhorar a educação pública na cidade onde nasceu, Chicago, nos EUA, destronando assim Beyoncé, a vencedora do ano passado, que caiu para um ainda assim honroso quinto lugar. Também no top 5, por esta ordem, ficaram Colin Kaepernick - jogador da NFL que iniciou o movimento de luta pela igualdade racial com um protesto simbólico antes dos jogos -, Ariana Grande, pelo concerto solidário organizado para apoiar as vítimas do atentado terrorista em Manchester após a sua atuação, e Rihanna, que em 2017 lançou uma linha de maquiagem para todos os tons de pele, a Fenty Beauty, e doou milhares de dólares para caridade.

Além da lista de celebridades, a Do Something reúne alguns jovens nomes que se têm destacado pelas boas práticas nesta área. Este ano a atriz Skai Jackson, as 'sucessoras' de Beyoncé Chloe e Halle e o cantor Jacob Sartorius, de apenas 15 anos, foram alguns dos destacados.

Veja a lista completa do Celebs Gone Good 2017.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras