Nas Bancas

Bono revela que esteve à beira da morte: "Sou o homem mais sortudo do planeta"

O vocalista dos U2 diz, no entanto, que não quer alimentar-se de uma experiência que quase lhe ditou o fim.

28 de dezembro de 2017, 13:10

"Songs of Experience", ou 'Canções da Experiência', é o novo disco da banda irlandesa U2 e dele faz parte um conjunto de canções escritas pelo vocalista Bono Vox em tom autobiográfico. A experiência de quase morte por que passou durante a gravação do álbum, e que Bono não quer detalhar, fez com que as letras fossem reescritas como se o músico estivesse realmente morto. O resultado é uma compilação de cartas escritas às pessoas amadas.

Aos 57 anos, e depois de alguns sustos, Bono sente-se agora feliz por estar vivo. "Vais recebendo sinais de aviso, e depois vês que não és um tanque, como diz a minha mulher Ali. O Edge [guitarrista dos U2] diz que eu olho para o meu corpo como um inconveniente", numa alusão ao facto de Bono não cuidar da saúde como deveria. Por isso, "sou o homem mais sortudo do planeta. Nunca pensei que tivesse medo de uma 'saída rápida'. Pensava que era inoportuno porque tenho uns álbuns para fazer e crianças para ver crescer e esta mulher linda e amigos e tudo isso".

Recorde-se que em 2000 o músico passou por suspeitas de cancro da garganta, que não vieram a confirmar-se, a que se juntaram depois um grave acidente de bicicleta ("na altura disse que foi de carro" para evitar o embaraço) e uma operação de emergência em 2010 a uma hérnia discal e compressão severa do nervo ciático que o salvou de ficar parcialmente paralisado. Desta vez, mesmo sem querer revelar detalhes, parece que o desafio foi bem mais complicado.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras