Nas Bancas

'Rapper' Nelly acusado de abuso sexual e difamação

Monique Greene entrou com um processo em tribunal contra o artista, no qual o acusa de a ter violado no seu autocarro de digressão.

CARAS
21 de dezembro de 2017, 12:36

Nelly foi preso no passado mês de outubro e acusado de alegadamente ter violado uma mulher de 21 anos, no seu autocarro de digressão. Contudo, o processo já tinha sido arquivado pelas autoridades, depois da alegada vítima ter recusado testemunhar contra o artista.
Ainda assim, parece que não é desta que o rapper, de 43 anos, se vai livrar da barra dos tribunais. Conforme adiantou o site de celebridades TMZ, a mulher em questão, Monique Greene, abriu um processo em tribunal contra Nelly por violação e difamação do seu caráter.
Apesar de na altura do primeiro processo Monique não ter testemunhado contra o artista, desta vez a jovem revelou, detalhadamente, o episódio em que Nelly a terá obrigado a ter sexo sem o seu consentimento. O caso terá acontecido no passado mês de outubro, em Seattle, cidade onde o rapper ia atuar. A jovem, bailarina de um espaço noturno, começa por contar que o artista a terá convidado para ir até ao seu autocarro de digressão. Monique aceitou o convite e foi aí que Nelly a terá obrigado a ter sexo com ele e sem preservativo. A jovem descreve também que no fim de tudo, o rapper lhe deu uma nota de 100 dólares.
Entretanto, o artista já reagiu e nega todas as acusações de que é alvo. "Não é surpresa que a Sra. Green tenha apresentado uma ação judicial contra Nelly em busca de dinheiro... A sua acusação foi motivado pela ganância ", disse o advogado do rapper, Scott Rosenblum, em declarações ao site TMZ.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras