Nas Bancas

Filipa Cortez Faria: “Com filhos, o Natal tem sempre uma magia especial”

A nutricionista e autora do blogue ‘My Happy Kids’ fala do seu percurso e conta como vive o Natal.

Andreia Cardinali
10 de dezembro de 2017, 10:00

Foi a seguir ao nascimento do seu segundo filho, uma menina, que Filipa Cortez Faria, de 36 anos, se deixou conquistar de vez pelo mundo dos bebés e decidiu criar o blogue de moda e lifestyle My Happy Kids. Em pouco tempo, o hobby tornou-se “um trabalho”, como diz, sem descurar a profissão de nutricionista.
Hoje, Filipa é mãe de três filhos – Salvador, de nove anos, Carminho, de sete, e Vicente, de três – e sente-se perita em conciliar as exigências profissionais e pessoais com a maternidade, até porque tem bem definidos os caminhos que quer percorrer em cada uma dessas vertentes. Algo que demonstrou através da tranquilidade com que geriu estas três crianças, de idades próximas, durante um passeio pela serra de Sintra.
– Os seus filhos são muito diferentes uns dos outros...
Filipa Cortez Faria – Sim, desde logo há uma diferença muito grande entre rapazes e meninas. Eles são muito físicos e elas muito ternurentas. Temos de ter mais cuidado na forma como falamos com a Carminho, porque tudo é um drama. Eles levam isso com mais tranquilidade.
– São mais parecidos consigo ou com o pai?
– Têm personalidades muito distintas, o que é bastante engraçado e por vezes desafiador, mas também têm algumas características em que se vê nitidamente que saem a mim ou ao Pedro [Faria].
– Como é a relação entre eles?
– Todos têm um feitio especial, mas a Carminho consegue sobrepor-se aos rapazes, porque é muito brincalhona e sempre gostou de ‘asneirar’ um bocadinho. O Salvador, como primeiro filho, era muito mais tranquilo. À medida que vão nascendo, vão apurando. [Risos.] O Salvador deixava-nos fazer tudo, a Carminho nem tanto e o Vicente é um diabinho da Tasmânia. [Risos.] E na verdade é o mais novo que manda nos mais velhos.
– Enquanto mãe, deve ser enternecedor assistir à cumplicidade deles...
– Claro, temos uma casa cheia. Com três crianças de idades relativamente próximas está sempre alguma coisa a acontecer. Não dá para estar sentada no sofá sem fazer nada. [Risos.] A verdade é que há momentos muito bons que são só deles e aos quais adoro assistir.
Leia esta entrevista na íntegra na edição 1164 da revista CARAS.
Assinatura Digital
Apple Store
Google Play
Vídeo de 'making of' da sessão fotográfica que acompanha a entrevista:

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras