Nas Bancas

Filha de Elvis Presley processa ex-gestores por desfalque de 85 milhões de euros

Esta é a segunda vez que Lisa Marie Presley se encontra na falência.

CARAS
10 de novembro de 2017, 15:34

Lisa Marie Presley vai apresentar uma ação judicial contra os seus ex-gestores financeiros. Em causa está um alegado desfalque financeiro de 100 milhões de dólares (85 milhões de euros), ao longo dos 10 anos que estes trabalharam para a filha de Elvis Presley.

De acordo com o site TMZ, Lisa afirma que o gestor Barry Siegel vendeu 85 por cento das ações da Elvis Presley Enterprises (EPE) e que isso lhe terá dado um enorme prejuízo ao ponto de a deixar na falência. Lisa adiantou ainda que Siegel não pagou os seus impostos em 2012, o que originou uma dívida de seis milhões de euros.

O gestor já se defendeu da acusação e atribuiu a culpa a Lisa. Siegel afirma que a filha da antiga estrela de rock gastou mais do que as suas possibilidades, o que a levou a abrir falência, tal como acontecera em 2003.

O processo deverá estar para durar, uma vez que o mesmo site acrescenta que Siegel vai apresentar uma ação judicial contra Lisa por 647 mil taxas de administração não remuneradas.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras