Nas Bancas

Bianca Brandolini d’Adda: As tendências na versão desta jovem de sangue azul

Filha de um conde italiano e de uma princesa de origem franco-brasileira, a jovem de 30 anos é presença assídua nos desfiles das conhecidas capitais da moda, nos quais o seu estilo e bom gosto não passam despercebidos.

CARAS
6 de novembro de 2017, 10:30

Elegância e conforto são duas palavras de ordem para Bianca Brandolini d’Adda na hora de escolher peças para o seu guarda-roupa. Presença habitual nas primeiras filas dos principais desfiles de moda, Bianca não suporta que a tratem por it girl, um termo que considera “demasiado redutor”. Filha de uma princesa franco-brasileira, Georgina de Faucigny-Lucinge et Coligny, e de um conde italiano, Tiberto Ruy Brandolini d’Adda, a jovem, de 30 anos, cresceu entre Paris, Rio de Janeiro e Veneza, alimentando o sonho de se tornar atriz ou modelo.
Já tem o seu nome gravado na ficha técnica de alguns filmes, mas é sobretudo no mundo da moda que o seu nome é reconhecido. Da mãe, que foi musa e colaboradora do estilista Valentino, herdou o bom gosto e a elegância, apresentando-se sempre de forma irrepreensível nas mais diversas circunstâncias. No entanto, se tiver de eleger um look favorito, será sempre composto por skinny jeans, T-shirt e cardigan. Gosta de misturar peças de várias marcas, de modo a criar um estilo com a sua assinatura, e opta muitas vezes por destacar nos seus looks opções de estilo vintage. A sua peça de eleição são, sem dúvida, os sapatos rasos, dos quais gosta de abusar. “São perfeitos com vestidos longos: sentimo-nos ‘vestidas’ mas também cómodas para poder dançar”, justifica.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras