Nas Bancas

Manuel Maria Carrilho condenado a quatro anos e meio de prisão com pena suspensa

No processo de violência doméstica movido pela apresentadora Bárbara Guimarães.

Lusa
31 de outubro de 2017, 18:28

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi hoje condenado a quatro anos e seis meses de prisão com pena suspensa por agressão, injúrias e violência doméstica, entre outros crimes cometidos contra a sua ex-mulher Bárbara Guimarães.
Após uma leitura do acórdão, que demorou mais de uma hora, a juíza presidente do coletivo do juízo 22 do Tribunal de Comarca de Lisboa deu como provado que o ex-ministro da cultura tinha, em diversas ocasiões em 2014, agredido, difamado, ameaçado, injuriado e exercido violência doméstica contra a sua ex-mulher.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras