Nas Bancas

Sinead O'Connor

Sinead O'Connor

Getty Images

Sinead O’Connor acusa o pai em carta aberta: "Sou fruto de uma violação"

Cantora irlandesa voltou a recorrer ao Facebook para fazer declarações polémicas.

CARAS
1 de setembro de 2017, 11:15

Há já algum tempo que Sinead O’Connor recorre às redes sociais para ‘acertar contas’ com a sua família. Depois de acusar os filhos e outros familiares de traição e abandono e de ter feito várias tentativas de suicídio e apelos desesperados no Facebook, a cantora irlandesa escreveu uma carta aberta ao pai que também está a causar polémica. Aos 51 anos, a artista acusa o pai de ser “um agressor sexual e um violador” e garante ser fruto de um desses momentos de violência. “Sou um produto da violação da minha mãe por parte do meu pai”, escreve, explicando que até 1990 “a violação era legal dentro do casamento, na Irlanda”. “Tu violaste a minha mãe na altura em que bebias e foi assim que eu fui concebida. És um predador sexual e um violador. Não penses que ficas impune”, ameaça.
Sinead O’Connor fala ainda dos motivos que a levaram a tornar este tema público agora, adiantando que está a fazer terapia para lidar com os seus problemas e foi aconselhada a “dar voz à mãe”. "Eu adoro-te, mamã. Com toda a minha alma. Ele não se safou", acrescenta, lembrando que com apenas quatro anos já pedia que o progenitor fosse preso para proteger a mãe dos alegados maus-tratos de que era vítima.
A cantora irlandesa foi, no início de agosto, internada na ala de psiquiatria de um hospital norte-americano. Dias antes tinha partilhado na internet um vídeo a pedir ajuda. “Eu não quero morrer”, afirmava.

Veja a publicação original da cantora:

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras