Nas Bancas

Sara Salgado confirma nova paixão: “Tenho namorado e estou muito feliz”

Em Amesterdão, a atriz explicou que assume a relação com Diogo Pereira Coutinho, mas quer mantê-la discreta.

André Barata
9 de agosto de 2017, 15:00

O sorriso que exibe nas fotografias reflete bem o espírito de Sara Salgado, que aos 27 anos se sente de bem com a vida. A acumular projetos na representação desde os 16 anos, a atriz junta ao sucesso profissional a felicidade de ter reencontrado o amor, ao lado de Diogo Pereira Coutinho. Um assunto que prefere manter resguardado na intimidade, embora não o esconda. Conversámos com a atriz em Amesterdão, a convite da Kia, onde nos confiou que se sente uma privilegiada com a vida que tem.
– Aos 27 anos, está onde queria estar?
Sara Salgado –
Se há 12 anos me tivessem dito que hoje estaria onde estou, não teria acreditado. Já quis ser estilista, pintora, bailarina e dentista, isto tudo até aos 16 anos, quando percebi que ser atriz é o que me faz feliz. Sinto-me uma privilegiada, porque tenho tido trabalho de forma regular e tenho participado em projetos em todas as vertentes da representação que me têm desafiado como atriz e como pessoa. E, ao mesmo tempo, esta profissão é feita de uma constante aprendizagem e por isso sinto que ainda tenho muito a provar e a alcançar.
– Mantém os sonhos que tinha quando começou?
– Prefiro chamar-lhes objetivos de vida. Por já ter querido fazer tanta coisa tão diferente, é normal que os meus objetivos estejam em constante mutação. Tenho a certeza de que os objetivos que tenho hoje não serão exatamente os mesmos daqui a dez anos. O que nunca vai mudar é a minha constante vontade de superação e busca pela perfeição, seja em que área for.
– Quais são as maiores dificuldades que sente enquanto atriz?
– Esta é uma profissão pouco constante, feita de altos e baixos. Há alturas de muito trabalho e outras em que pensamos que pode não voltar a haver, mas felizmente tudo me tem corrido bem. De qualquer forma, a minha família sempre me sublinhou as vantagens de ter um plano B, por isso fiz um curso de Publicidade e Marketing na Escola Superior de Comunicação Social.
– Já nos contou que para a cativar uma pessoa tem de ter, entre outras qualidades, sentido de humor e saber respeitar o seu trabalho. É fácil encontrar alguém com estes atributos?
– Sempre escolhi rodear-me de pessoas que fizessem sobressair o melhor de mim. Sou bastante exigente nas relações porque procuro receber exatamente aquilo que dou. Talvez por isso o meu círculo de amigos seja muito fechado e venha da adolescência. O facto de conhecer cada vez mais gente desperta-me a vontade de me dar com cada vez menos pessoas. Só sabe da minha vida privada quem eu quero.
– Apesar dessa discrição, acabou por assumir o seu namorado nas redes sociais. É sinal de que está realmente apaixonada?
– Confirmo que tenho namorado e que estou muito feliz, mas, como sempre fiz, não vou expor a minha vida privada.
– Com o aproximar dos 30 já começa a pensar mais seriamente no casamento e na maternidade, ou ainda é cedo?
– Às vezes esqueço-me que tenho 27 anos e continuo a achar que tenho 20, por isso, confesso não sinto nada esse tipo de pressão. Neste momento a minha prioridade é o trabalho e continuar rodeada de pessoas que gostam de mim e me fazem bem.
Agradecemos a colaboração de KIA Portugal

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras