Nas Bancas

Cristina Caras Lindas devastada com a morte trágica do seu melhor amigo: “Esta dor é insuportável”

Fabrice Marescaux morreu no passado dia 7, na sequência de um atropelamento no Chiado, em Lisboa.

CARAS
9 de agosto de 2017, 11:46

Cristina Caras Lindas não esconde a sua dor perante a morte trágica de Fabrice Marescaux, seu amigo, brutalmente atropelado por um camião enquanto caminhava pela Rua do Crucifixo, no Chiado, em Lisboa. O acidente aconteceu na passada segunda-feira, 7 de agosto, e o empresário, que era um dos sócios do restaurante lisboeta Aura, ainda foi assistido no local, mas sem sucesso.
Nas redes sociais, a antiga apresentadora Cristina Caras Lindas deixou uma mensagem emotiva a recordar a amizade que os unia.
“Perdi o melhor amigo/amor que se quer ter Fabrice Marescaux. Fabrice para sempre. Para ti, todas as velas acesas. Todos os terços rezados. Estarás comigo, em cada por do sol ou fim de tarde. Em cada brinde de todas as garrafas de champanhe. Em todas as flores, que só tu me sabias dar e de todas as formas. Todas as semanas, entravas em casa como um raio de luz e alegria com as flores mais belas nos teus braços, ornamentavas as jarras como só tu sabias fazer. Como esta foto, eu dentro do carro e tu chegaste de surpresa com flores na boca. Só tu.. Estarás comigo em cada festa e em todos os sorrisos. Em teu nome vou continuar a ajudar pessoas, era isso que mais amavas fazer. Alma partida. Meus amigos, a todos que sabiam deste grande e profundo amor que nos unia. Caras Lindas e Fabrice. Quero agradecer tanto carinho e conforto mas esta dor é pior do que qualquer doença. O homem que mais me amou só ele me ensinou o significado da palavra amor, ele só sabia dar… Sem cobrar nunca... Sim, às vezes, tinha ciúmes mas eu sabia que isso fazia parte do seu charme... Ele foi a força maior para a minha recuperação. Só ele sabia o valor da palavra CUIDAR. Chorarei a vida toda, pelo meu amado Fabrice Maurescaux. O meu Anjo da guarda, que me amou incondicionalmente, durante 20 anos. Um ser único. Se eu já tinha perdido o chão, agora vaguearei... Esta dor é insuportável. Para sempre Mon Amour. Como me chamava. Ouvirei em qualquer lado o som da sua voz a chamar por mim. Mon Amour... Que bom, que todos os meus amigos se apaixonaram por ele e hoje todos sabem de que dor falo. Carlos Medeiros, o seu companheiro perfeito, o homem que faz acontecer, para quem sem hesitar farei o transfer deste amor. Carlos, agora terei que te chamar sempre Mon Amour. Contigo para sempre, és para mim parte daquele ser de excepção, que foi e ‘será ‘ o nosso grande amor. Juntaremos esta dor e pensaremos o que fazer com ela...”, pode ler-se na sua página de Facebook.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras