Nas Bancas

PJF-JarVilla-4.jpg

Paulo Jorge Figueiredo

Pedro Teixeira esclarece situação financeira em comunicado

O ator nega ter dívidas ao Estado português, tal como foi noticiado hoje por uma revista semanal.

CARAS
4 de agosto de 2017, 17:53

Num comunicado enviado esta sexta-feira, 4 de agosto, às redações, Pedro Teixeira desmentiu as informações veiculadas por uma publicação semanal, que davam conta que teria dívidas ao Estado português, e esclareceu a sua situação financeira.
"No exercício do Direito de Resposta, consagrado pela Lei nº 2/99 de 13 de janeiro, capítulo V, e na sequência das notícias veiculadas na edição de hoje da revista TV Guia, vem o ator Pedro Miguel Teixeira informar que os factos referentes à não participação social do ator no bar algarvio, nas palavras do texto jornalístico de caráter sensacionalista da TV Guia são falsas e sem rigor jornalístico, sendo que o ator nem sequer foi ouvido para exercer o seu direito ao contraditório.
De facto, Pedro Miguel Teixeira é sócio da sociedade que explora o "Jardim na Villa", embora não diretamente mas por via de sociedade da qual ésócio maioritário. Caso tivesse havido algum rigor na informação e pesquisa em sites públicos como é o Portal da Empresa, poder-se-ia concluir, sem margem para dúvidas que o ator é sócio embora indiretamente, por via de outras sociedades, do referido espaço de lazer.
Quanto ao facto de Pedro Teixeira ter referido que o espaço lhe pertencia conjuntamente com a sua namorada, são repudiadas tais afirmações.
Relativamente à questão fiscal, refira-se que Pedro Miguel Teixeira tem a sua situação contributiva regularizada junto da administração fiscal, conforme certidão que se junta para os efeitos considerados relevantes.
Informa-se que Pedro Miguel Teixeira é sócio de uma sociedade que tem aprovado pela administração fiscal um plano prestacional, tal como éprevisto por lei para qualquer sujeito passivo, estando a sociedade a cumprir o mesmo.
Mais, o ator nunca foi proprietário de um Audi Q5, pelo que o mesmo nunca poderia ter sido penhorado, como alegado no referido artigo.
Lamenta-se ainda o facto de o texto jornalístico ter sido escrito sem o cuidado de obter junto de fontes verdadeiras e fidedignas a veracidade dos factos, omitindo as fontes e apenas referindo um suposto “amigo“ de Teixeira e sem ter, como lhe competia e dita o código deontológico dos jornalista, cuidado de obter junto do ator ou da sua agência informação sobre os factos que relata.
O texto jornalístico mais não é do que um atentado à imagem do ator, denegrindo a mesma, o que é de facto notório nos adjetivos e nas palavras utilizadas no texto.
Pedro Teixeira está numa excelente fase da sua vida pessoal e profissional, tentando diversificar o âmbito das suas atividades. O caminho para o sucesso não é isento de problemas: sobre os projetos que não alcançaram os seus objetivos o ator apenas tem a dizer que "há projetos bem-sucedidos e outros que correm menos bem. Felizmente, na minha vida são mais os sucessos do que os fracassos. Sempre fui um empreendedor e sempre trabalhei com honestidade e seriedade".
O ator reserva-se o direito de recorrer aos meios judiciais ao seu dispor relativamente às notícias de caráter difamatório, bem como de apresentar queixa junto da ERC em face da violação clara e explícita no Código Civil e na Constituição da República Portuguesa"
, lê-se na nota enviada pela Notable, agência que representa o ator.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras