Nas Bancas

As emocionantes palavras dos Linkin Park para Chester Bennington

“Os demónios que te levaram estiveram sempre presentes”, pode ler-se no comunicado em que a banda fala pela primeira vez depois da morte do seu vocalista, no passado dia 20 de julho.

CARAS
25 de julho de 2017, 12:06

A morte inesperada de Chester Bennington aos 41 aos deixou o mundo da música de luto e a sua banda, os Linkin Park, demorou alguns dias a reagir publicamente à tragédia. Algo que acabaram por fazer através de uma mensagem emocionante partilhada nas redes sociais. “Os nossos corações estão partidos. Enquanto tentamos lidar com o que aconteceu, as ondas de mágoa e negação ainda estão a varrer a nossa família. Tocaste tantas vidas, talvez mais do que te apercebeste. Nos últimos dias, temos visto grandes manifestações de amor e apoio, tanto públicas como privadas, vindas de todo o mundo. A Talinda [mulher do músico, com quem teve seis filhos] e a sua família agradecem e querem que o mundo saiba que foste o melhor amigo, filho e pai; a família nunca mais estará completa sem ti. Quando falávamos dos anos que tínhamos pela frente, o teu entusiasmo era contagiante. A tua ausência deixa um vazio que nunca poderá ser preenchido - há uma voz divertida, ambiciosa, criativa, meiga e generosa que nos falta. Estamos a tentar lembrar-nos que os demónios que te levaram sempre estiveram presentes. Afinal, foi a forma como cantavas sobre esses demónios que fez com que todos se apaixonassem por ti. De forma destemida, mostraste-os ao mundo, e ao fazê-lo aproximaste-nos e ensinaste-nos a ser humanos. Tinhas um grande coração e conseguias trazê-lo na boca. O nosso amor por fazer e tocar música é inextinguível. Embora não saibamos o que o futuro nos reserva, sabemos que, devido a ti, a vida de cada um de nós foi melhor. Obrigado por essa dádiva. Amamos-te e sentimos muito a tua falta", lê-se.
Recorde-se que o vocalista dos Linkin Park foi encontrado morto em casa, em Los Angeles, no passado dia 20. As autoridades já confirmaram que Chester Bennington se enforcou. Segundo a polícia, junto ao corpo do músico, que tinha um longo historial de depressão e dependência de álcool e drogas, foi encontrada uma garrafa meio cheia. No entanto, não havia indícios de consumo de drogas, nem qualquer nota de suicídio.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras