Nas Bancas

Gentil Martins pede desculpas a Dolores Aveiro depois de a ter acusado no 'caso' das barrigas de aluguer

O famoso cirurgião pediátrico ratifica as suas ideias quanto à questão das barrigas de aluguer a que Ronaldo terá recorrido, mas clarifica que, as críticas feitas à mãe de Cristiano Ronaldo, não tiveram o intuito de a ofender.

CARAS
17 de julho de 2017, 16:07

António Gentil Martins acusou Cristiano Ronaldo de ser "um estupor moral" e, em entrevista ao 'Expresso', aponta o dedo a Dolores Aveiro por ter sido cúmplice do filho quando recorreu a barrigas de aluguer.

"Penso que uma das grandes culpadas disto é a mãe dele. Aquela senhora não lhe deu educação nenhuma", disse o pediatra, ao 'Expresso', na sexta-feira.

Gentil Martins veio agora a público desculpar-se sobre estas declarações, apesar de afirmar manter tudo o mais que disse sobre a questão do recurso a barrigas de aluguer. Porém, afirma agoraque nunca foi intenção sua "ofender a mãe de Ronaldo, pessoa que não conhece pessoalmente".

Em relação ao tema das barrigas de aluguer e ao recurso a este método, o médico, reconhecido internacionalmente pelas cirurgias de separação de gémeos siameses, continua a atacar.

"Quanto a Ronaldo não ser exemplo, referia-me exclusivamente à escolha por barrigas de aluguer, permitidas por lei, mas das quais discordo totalmente, quer como pediatra, quer como Ser Humano", esclareceu este domingo. "Dada a celeuma, que nunca desejaria que tivesse acontecido, gostaria desde já esclarecer que me limitei a responder a perguntas diretas dos entrevistadores do 'Expresso'", clarificou em comunicado. "Isso nada tem a ver com os excepcionais méritos desportivos de Ronaldo.", disse "Nem com a sua generosidade para com Instituições Sociais e crianças com dificuldades", acrescentou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras