Nas Bancas

0.jpg

Getty Images

Revelada a causa da morte de Chris Cornell

Vocalista dos Audioslave e dos Soundgarden suicidou-se.

CARAS
19 de maio de 2017, 09:15

O mundo da música ficou em choque com a notícia da morte de Chris Cornell esta quarta-feira, 18 de maio, aos 52 anos. Em comunicado divulgado pelo departamento médico de Wayne County, responsável pela autópsia, lê-se que o músico pôs fim à própria vida enforcando-se.
Cornell foi encontrado inconsciente no chão da casa de banho do hotel MGM Grand, em Detroit, Estados Unidos, cidade onde tinha acabado de dar um concerto. O alerta foi dado às autoridades por volta da meia-noite, por um amigo, e um porta-voz da polícia da cidade confirmou ao jornal Detroit Free Pass que o artista tinha uma fita à volta do pescoço.
Chris Cornell – um dos rostos do movimento grunge nascido em Seattle na década de 90, a par de grupos como Alice in Chains, Nirvana ou Pearl Jam – ganhou fama como vocalista dos Soundgarden e, mais tarde, dos Audioslave. Integrou também os Temple Of The Dog e tinha a sua carreira a solo.
A primeira vez que esteve em Portugal foi em 1992, numa atuação que juntou os Soundgarden e Faith No More, na abertura do concerto dos Guns N’Roses no Estádio de Alvalade, em Lisboa. Voltou em 2003 e 2005, já com os Audioslave, para atuar no Super Bock Super Rock. Quatro anos depois, apresentou-se a solo no palco do festival Alive, em Algés.
Atualmente, os Soundgarden encontravam-se em digressão pelos Estados Unidos. O próximo concerto estava agendado para esta sexta-feira, 19 de maio, em Columbus, no estado norte-americano do Ohio.

Relacionados

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras