Nas Bancas

Robert De Niro e Donald Trump

Robert De Niro e Donald Trump

Getty Images

Robert De Niro ataca políticas de Donald Trump

O ator aproveitou o discurso de receção de um prémio para criticar os cortes governamentais na área das artes.

CARAS
10 de maio de 2017, 12:16

Robert De Niro foi homenageado esta segunda-feira, dia 8, com o Prémio Chaplin, em Nova Iorque, Estados Unidos, e aproveitou o discurso de agradecimento para falar das políticas de Donald Trump. O Governo do presidente norte-americano anunciou recentemente um corte substancial no financiamento às artes e humanidades, que afetará negativamente a comunidade artística e certos meios de comunicação públicos do país. “Estes cortes propostos no orçamento, entre outros, a programas que salvam e melhoram vidas, eliminam a Subvenção Nacional para as Artes, a Subvenção Nacional para as Humanidades e a Corporação de Difusão Pública [Corporation for Public Broadcasting]. Devido aos seus próprios motivos sectários, esta administração sugere que o dinheiro para estes programas abrangentes serve apenas as elites ricas e liberais”, começou por dizer o ator, de 73 anos, esclarecendo que as produções cinematográficas são feitas a pensar em todos e não apenas em determinados grupos. “Eles dizem que estas decisões têm de ser tomadas e que os cortes são uma consequência. Eu digo que a postura [de Trump] é uma porcaria. Demonstra apenas a hostilidade do Governo perante a arte”, continuou.
Uma vez que recebeu um prémio com o nome de Charlie Chaplin, De Niro aproveitou para lembrar que também aquele que é considerado um dos génios do século XX nasceu no Reino Unido e que hoje talvez não tivesse entrada nos Estados Unidos, devido às políticas anti-imigração. “Chaplin era um imigrante e certamente não teria passado no controlo [de fronteiras] apertado que temos hoje. Espero que não estejamos a manter o próximo Chaplin fora do país”, salientou ainda.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras