Nas Bancas

Antiga ama de Maddie McCann conta o que viu na noite do seu desaparecimento

Mulher não quis revelar a sua identidade e esperou dez anos até quebrar o silêncio.

CARAS
18 de abril de 2017, 16:47

No próximo dia 3 de maio completam-se dez anos sobre o desaparecimento da pequena Madeleine McCann, a menina inglesa que passava férias com os pais na Praia da Luz, no Algarve. Maddie nunca foi encontrada e o caso parece longe de estar encerrado.
Agora, uma antiga ama de menina, que alegadamente se encontrava na localidade algarvia no dia do seu desaparecimento, decidiu quebrar o silêncio e contar alguns pormenores, nomeadamente acerca da reação dos pais de Maddie, Gerry e Kate McCann. “Aquilo que realmente me lembro é que ele [o pai] estava à procura de debaixo dos carros, não consigo esquecer-me disso”, disse ao Daily Mail, acrescentando que o médico tentou “desesperadamente” encontrar a filha. Já Kate McCann recorda-a “num estado quase catatónico”, a chorar e a gritar ‘Eles levaram-na!’.
A mulher, que quis manter o anonimato, criticou ainda a atuação das autoridades portuguesas, acusando a polícia de ter demorado cerca de 90 minutos a chegar ao local. Nesta entrevista, a antiga ama de Madeleine McCann considerou ainda que o Ocean Club, o aldeamento turístico onde os McCann ficaram instalados, não era um local seguro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras