Nas Bancas

Aimee Song: Chique californiano feito de misturas improváveis

Aimee, que tanto veste ‘griffes’ como Givenchy ou Saint Laurent como roupa ‘low cost’ Zara ou H&M, é hoje presença indispensável na principais semanas da moda.

Ana Paula Homem
16 de abril de 2017, 18:00

Aimee Song, nascida em Los Angeles há 30 anos, diz que na adolescência a moda não lhe dizia nada, pois era maria-rapaz e os seus interesses eram virados para o desporto. Por isso, quando em 2008 criou o blog Song of Style, não imaginava que nove anos mais tarde seria uma it girl reconhecida internacionalmente, com 4,5 milhões de seguidores no Instagram e milhares de visualizações no seu vlog no Youtube.
Tudo começou quando estudava Arquitetura de Interiores e criou o blog com o objetivo de escrever sobre decoração. Mas um dia partilhou uma foto em que aparecia vestida para ir a uma entrevista de emprego e fez disparar o interesse pelo seu estilo, feito de misturas improváveis e com um toque chique californiano. A blogger, que diz vestir-se de acordo com o estado de espírito e a agenda do dia, tanto é adepta de griffes como Alexander Wang, Givenchy ou Saint Laurent como de roupa de cadeias de preços acessíveis como a Zara ou a H&M.
Hoje, paralelamente à decoração, que considera a sua principal atividade, dá dicas de moda, beleza, lifestyle, decoração, viagens e até solidariedade em várias plataformas e vive a correr de um lado para o outro do planeta para as alimentar. Além disso, em parceria com a irmã, Dani Song – também ela uma it girl, mas menos famosa –, tem uma marca de vendas online de roupa e joalharia, a Two Songs.
De onde vem tanta criatividade? Do mundo que a rodeia: “A inspiração está em todo o lado, na moda, na arte, nas ruas, na natureza”, explicou numa entrevista ao Fashion Telegraph.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras