Nas Bancas

Ex-ministra espanhola encontrada morta em casa

Carme Chacón tinha 46 anos.

CARAS
10 de abril de 2017, 09:13

Carme Chacón, a primeira mulher a ocupar o cargo de ministra da Defesa em Espanha, foi encontrada morta em casa este domingo, 9 de abril. A ex-ministra do Governo de José Luis Rodríguez Zapatero, de 46 anos, sofria de síndrome do ‘coração invertido’, uma doença congénita do coração, adianta o jornal El País.
O mesmo jornal adianta que Carme Chacón foi encontrada já sem vida pelas 19h30, no seu apartamento de Madrid, depois de vários familiares e amigos terem alertado para o facto de estar incontactável desde o dia anterior.
A antiga ministra socialista sofria de problemas cardíacos desde criança e associou-se muitas vezes a ações de sensibilização para a cardiopatia congénita. [Tenho] 35 pulsações por minuto [o habitual é 60 a 100 batimentos por minuto] e o coração virado ao contrário, com um bloqueio ventricular completo. Isso faz-me pensar que cada dia é um presente”, explicou ao jornal La Vanguardia em 2005, adiantando que aproveitava todos os momentos e que se sentia realizada por ter conseguido fazer coisas que os médicos lhe disseram desde criança que não poderia fazer. Foi mãe, por exemplo, e durante muitos anos jogou basquetebol, uma das suas grandes paixões.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras