Nas Bancas

Melania Trump apela à igualdade de género

A Primeira-Dama fez um discurso em que defende os direitos das mulheres, independentemente da sua raça ou etnia.

CARAS
31 de março de 2017, 16:53

Depois de aparecer ao lado de Donald Trump na terça-feira à noite na Casa Branca, Melania Trump surgiu na cerimónia do Departamento de Estado norte-americano na noite seguinte, que tinha como objetivo honrar as ativistas feministas.

A Primeira-dama discursou perante uma plateia onde se encontravam os vencedores do prémio “International Women of Courage”, fazendo um apelo à comunidade para lutar contra os atos de violência para com as mulheres e crianças em todo o mundo. “Estou profundamente honrada por estar aqui esta noite para prestar homenagem a estas 12 mulheres notáveis e inspiradoras, que têm dado imenso a tantas pessoas, independentemente das ameaças inimagináveis à sua segurança. Juntos, devemos declarar que a era de permitir comportamentos brutais contra mulheres e crianças chegou ao fim, enquanto afirmamos que a altura para potenciar as mulheres no mundo é agora”.

As galardoadas incluíram mulheres do Iraque, Síria, Iémen e Turquia. Desde que o evento foi criado, há dez anos, mais de 100 foram reconhecidas.

“Temos de continuar a trabalhar juntos para a igualdade de género e para o respeito de todas as pessoas de diferentes origens e etnias, relembrando que juntos somos uma raça - a raça humana - e que cada um de nós tem um conjunto único de talentos para partilhar com o mundo”, referiu Melania Trump.

As declarações da Primeira-dama não deixam de ser curiosas, atendendo ao facto do seu marido ter demonstrado, por diversas vezes, os seus problemas com países maioritariamente muçulmanos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras