Nas Bancas

Teresa Caeiro: “Acho que às mulheres se perdoa muito menos”

Casada com Miguel Sousa Tavares há cinco anos, a deputada e vice-presidente da Assembleia da República diz que em sua casa as tarefas são partilhadas.

Cláudia Alegria
25 de março de 2017, 18:02

A acumular os cargos de deputada do CDS e de vice-presidente da Assembleia da República, Teresa Caeiro tenta gerir os horários de modo a acompanhar de perto a educação do filho, Pedro, de dez anos, fruto da sua relação com o professor Vasco Rato. Casada há cinco anos com o jornalista Miguel Sousa Tavares, Teresa admite que estudar com o filho não é uma tarefa partilhada com o marido, mas muitas outras são-no, garante: “Há uma partilha, talvez não tanto nesta área, mas em relação a idas ao supermercado, por exemplo, além de cozinhar pontualmente.”
Num almoço organizado por Assunção Cristas a propósito do Dia da Mulher, a deputada afirmou ainda: “Acho que às mulheres se perdoa muito menos. As mulheres ainda têm que provar o dobro para conseguirem os mesmos objetivos que os homens e o escrutínio a que as mulheres estão sujeitas é enorme. São muito mais postas à prova do que os homens. Ninguém liga se o homem repetiu ou não a gravata na mesma semana, não é?

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras