Nas Bancas

Ciúmes terão ditado fim do casamento de Brad Pitt e Angelina Jolie

Fontes próximas garantem que o ator se sentia “sufocado” pela ex-mulher.

CARAS
8 de março de 2017, 19:02

Angelina Jolie anunciou em setembro de 2016 que tinha decidido colocar um ponto final no seu casamento com Brad Pitt. O processo ainda está a decorrer e na imprensa internacional tem-se especulado muito sobre os motivos que levaram à rutura, sendo que o comportamento alegadamente violento do ator, de 53 anos, foi apontado como o principal motivo. Mas agora fontes próximas do ex-casal garantem que foram os ciúmes a arruinar a união de mais de dez anos. De acordo com a revista US Weekly, terá sido a proximidade entre Pitt e a atriz francesa Marion Cotillard nas gravações de Allied que instalaram o caos no seio da família que parecia ser perfeita. “Nos últimos tempos eles discutiam constantemente e o nome Marion era sempre chamado à conversa. O Brad sempre desvalorizou os comentários de Angie e dizia-se farto das suas inseguranças e ciúmes. Ele chegou a desabafar comigo que se sentia sufocado”, conta um amigo do ator à publicação.
Brad Pitt e Angelina Jolie ainda não estão oficialmente divorciados. Depois de uns meses de ‘lavagem de roupa suja’ na imprensa, os dois emitiram um comunicado no início de janeiro a informar que o resto do processo decorreria em sigilo para que a privacidade dos seis filhos - Maddox, de 15 anos, Pax, de 13, Zahara, de 12, Shiloh, de dez, e os gémeos Vivienne e Knox, de oito – seja salvaguardada.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras