Nas Bancas

Luísa Castel-Branco: “Pela primeira vez na vida começo a dar valor a mim mesma”

Luísa Castel-Branco foi uma das convidadas do evento de lançamento da gama Isdinceutics. Divertida, a escritora e comentadora assumiu: “Não dei pela idade porque não tive tempo”.

Vanessa Bento
26 de fevereiro de 2017, 10:00

Luísa Castel-Branco cresceu, como confessa, sem a valorização da beleza física. Por isso mesmo, só agora, a poucos meses de completar 63 anos, começa a olhar para si de outra maneira. “Pela primeira vez na vida, começo a dar valor a mim mesma. Nunca me achei uma mulher interessante, sempre me achei feia. Mas agora penso que eduquei três filhos sozinha, que aos 46 comecei a fazer televisão, que aos 52 publiquei o primeiro romance... Acho que finalmente estou a ganhar auto-estima e é maravilhoso”, admitiu. E é com esta mesma força e com o sorriso de sempre que Luísa Castel-Branco encara o seu dia-a-dia, enfrentando a doença autoimune – Hidradenite Supurativa – que não lhe dá tréguas. “O ano passado foi muito mau, vivi à base de antibióticos e cortisona, mas não tenho jeito para vítima. Há muitos dias em que nem consigo sair de casa e isto não tem cura, mas há pessoas muito piores do que eu”, rematou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras