Nas Bancas

Paulo Pires: “Namorar, deve ser todos os dias”

Encontrámos o ator e a mulher, Astrid Werdnig, no cinema, programa que gostam de fazer quando têm com quem deixar as filhas.

André Barata
20 de fevereiro de 2017, 12:30

É natural que um ator tenha interesse especial em ver cinema e Paulo Pires tem a sorte de partilhar essa paixão com a mulher, Astrid Werdnig, modelo e terapeuta familiar. Foi precisamente na antestreia de um filme nomeado para oito Óscares, Moonlight, que encontrámos o casal. “Se não víssemos este filme juntos, iríamos vê-lo separados, porque ambos queríamos mesmo vê-lo. Hoje em dia vemos mais filmes em casa, mas não vimos menos ao cinema, vemos é mais filmes [risos], contou o ator.
Com duas filhas, Chlöe, de 11 anos, e Zöe, de quatro, as saídas a dois são raras e uma ida ao cinema é também “uma oportunidade para namorar”, como conta. “Às vezes é difícil, porque é preciso babysitter e criar uma série de circunstâncias... Quando não conseguimos, vemos depois o filme em casa.”
Casado há 16 anos, Paulo Pires diz que não precisa de datas especiais para namorar:
Acho que o Dia dos Namorados, como o Halloween, foi ganhando importância comercial e as pessoas gostam de o assinalar. Não digo que não façamos nada nesse dia, mas namorar, deve ser todos os dias, é como o Natal. Parece que este ano até calha num dia de futebol, portanto, vai ser difícil sair de casa [risos].

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras