Nas Bancas

Xuxa Meneghel e Junno Andrade: Paixão na Ilha da Caras

A cantora, apresentadora e atriz brasileira, de 53 anos, fala sobre a relação feliz que mantém com o ator, da mesma idade, com quem partilha a sua vida há quatro anos.

CARAS Brasil
18 de fevereiro de 2017, 10:00

Na Ilha de CARAS, situada em Angra dos Reis, instalado na varanda da suíte e dedilhando o violão, Junno Andrade, de 53 anos, declara-se a Xuxa Meneghel, da mesma idade, com a canção Seu Olhar Azul: “Antes de te conhecer/ Também não me conhecia/ Não sabia que existia/ Tanta poesia no meu coração... Eu te amo/ Eu te quero/ Eu não vivo sem esse olhar/ Esse teu olhar, esse olhar azul.” Essa é uma das cinco músicas, sem contar os mais de 50 poemas, feitas em homenagem à estrela. “O Ju enche a minha vida de poesia”, diz a cantora, atriz e apresentadora. “A Xu inspira-me sempre”, devolve o cantor e ator, que vimos na pele de Santiago na novela A Guerreira, que a SIC exibiu.
Com paixão e cumplicidade, o casal completou quatro anos de vida em comum em dezembro. “Apesar de, enquanto figura pública, ela ser tão observada e assediada, namorar a Xuxuca, a pessoa, é fácil e simples, ela faz com que assim seja”, sublinha Junno. Apesar da paixão recíproca, Xuxa adianta que formalizar a união está fora dos planos. “O casamento que imaginam, entrar na igreja de branco, não gosto e não quero! Faz-me alergia”, diz, bem-humorada, a estrela brasileira, mãe de Sasha (Sassá), de 18 anos, fruto da antiga relação como ator Luciano Szafir. A atravessar um momento de grande sucesso profissional – continua a lançar discos, a ter um espetáculo em seu nome e um programa televisivo, estreou-se como youtuber e ainda dá o nome a uma cadeia de espaços para festas e a outra de clínicas de depilação – nem tudo são experiências positivas na sua vida: há cerca de um mês, Xuxa viajava num avião que foi atingido por um raio. Estava acompanhada por Junno, por uma assessora e por um sócio. Por momentos, julgou que corria perigo de vida e, em tom de desabafo, admite que o episódio a fez repensar várias coisas em relação à forma como encara a vida. “Precisava de um abanão. A vida é curta! Pensava muito na opinião dos outros. Agora, que se dane, vou fazer, dizer e escrever o que quiser”, justifica.
– O susto mudou mais alguma coisa na sua vida?
– Despertou-me a vontade de falar, de fazer coisas que não fiz. Nós prestamos demasiada atenção à opinião dos outros. Recentemente, a Madonna disse algo que aplaudi: as pessoas hoje não perdoam o envelhecimento, o sucesso e os casamentos falhados. Ela tem 35 anos de carreira, eu vou fazer 34. E é essa a palavra, não há perdão para quem tem sucesso e está na ribalta esse tempo todo. Por isso, quero mais é fazer o que tiver vontade e viver bem o que me resta com a Sassá, a minha mãe, o Ju e os meus bichos.
– Porque tem corrido tão bem a sua relação com o Junno?
– Deve-se muito ao amadurecimento. Se tivesse namorado com ele há muitos anos, com 26 anos, por exemplo, não teria durado, não teríamos valorizado a relação como o fazemos hoje. Ele teve que passar pelas coisas que passou; eu também. Hoje, a relação é cheia de cumplicidade, respeito e amor. E, como eu própria já disse nas redes sociais e muitos não entenderam, de química. Afinal, sou uma mulher de 53 anos saudável e ele um homem de 53 anos saudável. Se não houver atração física, não funciona. Graças a Deus, temos muita!
– Como ultrapassam as discussões?
– Eu sou a mais teimosa, discuto mais, mas nem tem acontecido. E o Ju é um cavalheiro, ouve-me e pede desculpa. Uma das coisas que odeio é cobrança e desconfiança.
– E que metas tem para a sua carreira?
– Quero poder trabalhar e fazer o que quero em paz, conseguir bons resultados e não dececionar quem confiou em mim.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras