Nas Bancas

Adele recusa cantar com Beyoncé e Rihanna

Homenagem a George Michael nos Grammy Awards poderia ter contado com a participação das duas artistas.

CARAS
16 de fevereiro de 2017, 11:50

Adele protagonizou um dos momentos mais emocionantes da 59.ª entrega dos Grammy Awards, em Los Angeles, no passado domingo, dia 12. A cantora britânica interpretou o tema Fast Love, de George Michael, e o momento tornou-se ainda mais marcante porque Adele se deixou levar pela emoção e desafinou, tendo mesmo parado a meio para se desculpar e pedido para recomeçar.
Agora sabe-se que este tributo poderia ter sido bem diferente: um medley de várias canções o artista com a participação de Beyoncé e Rihanna, que só não aconteceu porque a intérprete de Someone Like You não quis. "Ela tinha uma ideia muito vincada daquilo que queria fazer", explica Ken Ehrlich, produtor da cerimónia de prémios, adiantando à revista People que a atitude “é aceitável” porque Adele “tem uma grande paixão” pelo trabalho do artista que morreu a 25 de dezembro e quis que fosse “um momento especial”.
Uma informação que não deixa de ser surpreendente, uma vez que Adele dedicou a Beyoncé o prémio de Melhor Álbum do Ano que recebeu por 25, deixando a colega em lágrimas na plateia.

VÍDEO RELACIONADO: O tributo de Adele a George Michael nos Grammy Awards

VÍDEO: O momento em que Adele dedica Grammy as Beyoncé e a deixa em lágrimas

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras