Nas Bancas

Scarlett Johansson fala sobre a desigualdade de género: É real”

A atriz é a capa de março da edição norte-americana da 'Marie Claire'.

CARAS
8 de fevereiro de 2017, 15:36

Em entrevista à edição americana de março da revista Marie Claire, Scarlett Johansson falou sobre a posição das mulheres na sociedade. "É óbvio que as mulheres lutam pela igualdade em todos os setores", disse
A atriz participou da Marcha das Mulheres contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Washington, há cerca de três semanas, motivo que a levou a abordar o facto de ser a porta-voz entre as celebridades nos assuntos de política. "Acredito que seja muito importante ouvir pessoas de diferentes posições, opiniões. Por que não? Por que não ter minha própria voz e usar essa plataforma?", explicou.
Johansson, que é uma das atrizes mais requisitadas de Hollywood, disse ainda que isso não significa que seja a mais bem paga. "Tive que lutar por tudo o que tenho. Faz parte da política desta indústria. É óbvio que as mulheres lutam pela igualdade em todos os setores. A discriminação por género é real”, contou.
Mãe de Rose Dorothy, de dois anos, a atriz acrescentou que não acha que a filha tenha idade para ver os filmes em que participa, mas que ficará feliz quando o fizer.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras