Nas Bancas

Medidas anti-imigração de Trump afastam nomeados da cerimónia dos Óscares

O realizador iraniano Asghar Farhadi já confirmou a sua ausência da cerimónia.

Lusa / CARAS
30 de janeiro de 2017, 10:32

O realizador iraniano Asghar Farhadi, que dirigiu O Vendedor, nomeado para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, disse que não vai à cerimónia de entrega dos Óscares, em Los Angeles, num protesto às medidas anti-imigração de Donald Trump.
Asghar Farhadi divulgou um comunicado no qual afirma ter decidido não se deslocar a Los Angeles para a cerimónia de 26 de fevereiro, ao contrário do que tinha planeado, "mesmo que se verificassem exceções que permitissem" a viagem, pois as medidas decretadas pelo presidente norte-americano "são inaceitáveis".
O depoimento do cineasta, vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2012, com o filme Uma Separação, foi prestado ao jornal The New York Times, que o publicou na tarde deste domingo na abertura da sua edição online, e critica a "promoção do medo", tanto pelos Estados Unidos como pelo Irão.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras