Nas Bancas

Sofia Correia revela: “Sou sempre a rainha da festa”

A atriz, que interpreta a personagem Lia na novela da SIC ‘Rainha das Flores’, revelou a mulher que é longe das câmaras e dos palcos.

CARAS
28 de janeiro de 2017, 14:00

Em tempos, Sofia Correia, de 35 anos, quis ser “uma advogada famosa”. Contudo, foi a sua paixão pela representação que acabou por levar a melhor, sendo hoje uma atriz realizada e segura do caminho que está a percorrer. E não é apenas quando está em cena que é uma mulher de coração cheio. Ao lado do marido, o arquiteto Miguel Ribeiro de Carvalho, e do filho, Vasco, de ano e meio, a jovem portuense está a construir a família com que sempre sonhou, não escondendo, nesta entrevista intimista, o seu desejo de ter mais um filho em breve.
– Ser atriz era um sonho de infância?
Sofia Correia
– Comecei a fazer teatro aos 15 anos, na escola. Na altura foi uma experiência que me marcou muito, mas nem sequer imaginava ser atriz. Quando chegou a altura de escolher um curso, achava que queria ser uma advogada famosa e a minha mãe dizia-me que era mais importante ser famosa do que advogada. Era uma ótima aluna, mas não gostava muito de estudar. Por isso, acabei por abandonar a ideia de seguir Direito e vim para Lisboa tirar Ciências da Comunicação. Quando estava na faculdade, voltei a fazer teatro e foi nessa altura que tive a noção clara de que queria ser atriz. Acabei a licenciatura e entrei para o Conservatório.
– E tem sido um percurso fácil? Ou têm sido necessárias muita perseverança e paixão para não desistir?
– É sempre preciso perseverança. Contudo, tenho tido muita sorte, porque nunca me faltou trabalho. Sempre fiz mais teatro do que televisão e tenho dado aulas paralelamente. Quando gostamos daquilo que fazemos, tudo se torna mais fácil. Costumo dizer que o palco é o sítio mais bonito do mundo.
– A sua mãe dizia, talvez em tom de brincadeira, que o mais importante era ser famosa. Concorda?
– Não. Gosto de ser reconhecida pelo público e de receber esse feedback, a fama por si só não me interessa. É apenas uma consequência do meu trabalho como atriz.
– A sua personagem na novela Rainha das Flores tem no amor a sua grande prioridade. A Sofia revê-se nessa atitude?
– Sim, e já tive a sorte de encontrar o grande amor da minha vida. Demorou 30 anos, mas depois aconteceu tudo muito depressa. Um mês e 20 dias depois de começarmos a namorar, o meu marido pediu-me em casamento. Sou muito coração e embarquei por inteiro nesta aventura. Na altura não estava nada virada para aí, mas quando o Miguel apareceu deixei-me ir. Um ano depois de começarmos a namorar, casámo-nos.
– Entretan­to, o seu filho nasceu. A maternidade mudou-a muito?
– Ter um filho foi algo muito natural para mim, por isso não sinto que a minha vida tenha mudado assim tanto com o nascimento do Vasco. Sinto que o meu filho sempre existiu na minha vida. Sou muito maternal. Ser mãe é a minha maior realização. Se tivesse de escolher, optaria sempre pela minha família. Mas claro que o ideal é conseguir conciliar esses dois lados da nossa vida.
– Quer ter mais filhos?
– Quero muito ter outro filho e não vou esperar muito mais tempo.
– Além de ser muito emotiva, que tipo de mulher é no dia a dia?
– Hoje sou mais ponderada. Aprendi a ouvir mais e a falar menos, apesar de continuar a ser uma desbocada! Sou sempre a rainha da festa. Mas o facto de ter sido mãe também me trouxe serenidade. Sou muito positiva e vejo sempre o lado bom das coisas. Também sou obstinada, não desisto do que quero. Estou numa fase maravilhosa, porque tenho um marido e um filho incríveis e faço aquilo de que gosto.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras