Nas Bancas

Especial Mário Soares: Ao longo dos anos, as homenagens sucederam-se um pouco por todo o mundo

Pela sua determinante trajetória política, Soares subiu ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para receber o Globo de Ouro de Mérito e Excelência

CARAS
27 de janeiro de 2017, 16:00

Ao longo dos anos, a partir do 25 de Abril, Mário Soares foi alvo das mais variadas distinções e homenagens. Muitas foram-lhe atribuídas em Portugal, mas também além-fronteiras recebeu importantes condecorações e inúmeros títulos honoris causa. Agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo, em 1981, e, dez anos depois, com o Grande Colar da Ordem Militar Torre e Espada do Valor, Lealdade e Mérito, ainda lhes somou a Ordem da Liberdade, imposta a 9 de março de 1996. Um dia especial, pois foi o último dos seus dez anos no Palácio de Belém e o primeiro de Jorge Sampaio como Presidente da República. “Nada me poderia ser mais grato do que receber esta condecoração, precisamente neste dia que marca uma transição democrática normal em democracia”, declarou na ocasião.
Um mês depois, e pela sua determinante trajetória política, Soares subiu ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, para receber o Globo de Ouro de Mérito e Excelência. Um prémio que lhe foi entregue por Francisco Pinto Balsemão e pelo seu amigo Frank Carlucci, antigo embaixador americano em Portugal. “Fiquei muito sensibilizado. Foi muito simpático ter recebido este prémio, que me emocionou muito. Acho que é merecido”, disse o homenageado à CARAS nessa noite já longínqua.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras