Nas Bancas

Chelsea Clinton defende Barron Trump das críticas de que tem sido alvo nas redes sociais

O filho mais novo de Trump mostrou-se algo enfadado durante a cerimónia de tomada de posse e as críticas não tardaram.

CARAS
23 de janeiro de 2017, 16:54

Quem melhor que a filha de um ex-presidente para saber o que pode estar a sentir o filho do atual chefe de Estado? Parece ter sido exatamente isso que pensou Chelsea Clinton, filha de Bill e Hillary Clinton, que se apressou a defender Barron, o filho mais novo de Donald Trump e o único com Melania, das críticas de que este tem sido alvo nos últimos dias. Barron tem apenas dez anos e ao longo da campanha eleitoral mostrou por várias vezes estar cansado ou aborrecido, atitude que se repetiu na passada sexta-feira, 20 de janeiro, durante a tomada de posse do pai como 45.º presidente dos Estados Unidos.
No Capitólio, em Washington, quando Trump fazia o primeiro discurso à nação, Barron bocejava ao lado da mãe. Nas redes sociais, os comentários negativos não tardaram e houve até quem comparasse o rapaz às filhas do casal Obama, Malia e Sasha, que tiveram sempre um comportamento irrepreensível em público.
Chelsea Clinton não gostou de ler e escreveu no Facebook: “Barron Trump merece a oportunidade de – como qualquer outro menino da sua idade – ser criança”. Mas a filha dos Clinton também deixou um recado ao novo chefe de Estado: “Defender as crianças também significa ir contra as medidas do presidente americano que não são benéficas para os mais pequenos”.
Recorde-se que Chelsea Clinton passou grande parte da sua infância e adolescência na Casa Branca e, consequentemente, debaixo dos holofotes dos media.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras