Nas Bancas

Sofia Cerveira feliz: “Parece que o coração vai rebentar de tanto amor”

A apresentadora do ‘E-Especial’ levou a filha, Vitória, de cinco meses, às compras e deixou evidente a fase feliz que vive desde que foi mãe. O facto de o companheiro, o ator Gonçalo Diniz, ter ultrapassado a doença reforça essa felicidade.

CARAS
15 de janeiro de 2017, 16:00

Sofia Cerveira, de 41 anos, traz a felicidade estampada no rosto, como observamos assim que entra na loja Chicco das Amoreiras com a filha, Vitória, de cinco meses, ao colo. Atenta a cada movimento da menina e encantada com as gracinhas de Vitória, a apresentadora do E-Especial vai confessando, à medida que visita o espaço, o quanto se sente abençoada. É que 2016 foi um ano repleto de emoções, com o companheiro, Gonçalo Diniz a vencer um cancro nos testículos e o nascimento da filha de ambos.
– Pelo seu sorriso, é óbvio que a experiência da maternidade está a ser maravilhosa...
Sofia Cerveira –
É verdade e está a ser vivida em pleno, graças a Deus. A Vitória é muito serena e estes quase cinco meses têm sido muito felizes. O amor cresce de dia para dia, é impressionante! Parece que o coração vai rebentar de tanto amor. Nunca tinha vivido nada assim. Hoje sinto-me verdadeiramente completa.
– Tem vivido esta fase com muita intensidade...
Já regressei ao trabalho, mas o ritmo de gravações do programa ainda me permite fazê-lo com toda a tranquilidade. Por isso, a nossa atenção volta-se para a nossa filha de forma muito especial e dedicada. Poder acompanhar todos os momentos do seu crescimento tem sido uma grande bênção.
– Este Natal teve com certeza um sabor muito especial...
Para nós, seguramente. E para toda a família, também. Celebrámos a vida, em todos os sentidos.
– Como passaram a quadra? A Vi­tória teve alguma noção do que estava a acontecer?
Este ano o Natal foi em nossa casa, com a família reunida, muito amor e o quentinho da lareira. A Vitória adora luzinhas e já fica entretida a olhar para a decoração da casa nesta época tão especial.
– 2016 foi um ano de luta para si e para o Gonçalo, mas também de muito amor... Como se sente?
Sinto-me cheia de amor. E em paz. Há melhor sentimento que este?!
– E o Gon­çalo enquanto pai, como é?
Extraordinário. Um pai muito presente, participativo, con­fian­te e seguro de si. Conto com o Gonçalo para tudo. É incrível, parece que nasceu para ser pai.
– Depois de tudo o que viveu este ano, com a doença do Gonçalo e o nascimento da Vitória, deve sentir-se diferente...
– Sinto-me abençoada. Todos os dias, quando olho para a Vitória, agradeço esta menina que recebemos, tão feliz e sempre sorridente. Estamos profundamente felizes e a viver este amor maior que se apoderou das nossas vidas.
– Nesta época fazem-se balanços do ano que passa e formulam-se desejos para o novo ano. Quais são os seus?
O balanço não podia ser mais positivo. Foi um ano cheio de emoções, mas que nos tornou seguramente mais fortes. Por todas as razões, aquilo que mais desejo é: saúde, saúde, saúde! Para todos nós. Profissionalmente, um ano em grande para o E-Especial, que celebra em fevereiro nove anos de vida. E confesso que adorava voltar a entrar num projeto de ficção. Estou cheia de saudades de representar.
– Para terminar, visitar lojas como esta com uma menina é uma perdição?
É verdade, tudo é irresistível. E guardo com emoção quando, ainda antes da Vitória nascer, escolhemos o berço, a banheira, o carrinho. São momentos únicos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras